Leialti minimalista.

sábado, 13 de setembro de 2008

Controle

Algumas pessoas sofrem mais que as outras, por isso, em relações, há um lado do elo que é mais forte. Há um par de ombros que se molha mais. E os ombros dele eram os ombros molhados, e ela era a garota em seus braços. E ele a levou para ver flores.
- Por que não me deu flores, em vez de me trazer aqui tão longe?
- E era necessário, se posso apenas te trazer aqui para que veja as flores?
- Porque é mais fácil...
- E mais egoísta e compulsivo.
- Tirar a flor? Que diferença vai fazer?
- Tirar algo de seu lugar para apreciar, apenas, e depois jogar fora, ou ainda pior, guardar algo que de nada valerá e nenhum uso terá, apenas por compulsão.
- ...
- Pode guardar apenas a imagem delas em sua mente e se lembrar de como são belas...
- Hm... obrigado.
O lado forte do elo realiza todo o trabalho para que não se rompa. O lado fraco do elo apenas existe, esse é o contrato que estabeleceram quando se uniram. Mas a verdade é que o o lado forte também precisa de ombros para molhar. E quando a garota se vai, o garoto se senta e aprecia as flores. Ele gosta muito delas. Eventualmente arranca uma para si, se odeia por isso, mas precisa dos ombros de alguém.

2 comentários:

Raul Corrêa disse...

Se pesa igual, morre. Mas sempre há trocas de papéis. =)

c_thai disse...

flor tem ombro?

Sitemeter